A Google decidiu desligar o serviço google+ para utilizadores não empresariais por um período de 10 meses.

Esta decisão acontece depois de ter sido detectada uma falha de segurança que comprometia os dados pessoais dos utilizadores e que foi corrigida em março de 2018.

Também o facto de as sessões dos utilizadores serem de muito curta duração, cerca de 90% duram menos de 5 segundos, pesou na decisão do gigante da Internet.

A companhia anunciou ainda alterações na sua política de privacidade, para outros serviços. Alterações na API vão limitar o acesso dos programadores aos dados em dispositivos Android e em Gmail.

 

 

 

Advertisements